Jantar em Homenagem ao Vigilante

O jantar ocorreu no ultimo sábado 23/06

Na noite do último sábado, aconteceu no CTG Paixão Cortês, o Jantar Dançante em homenagem ao Dia do Vigilante, comemorado no dia 20/06.

Na ocasião o presidente Claudiomir da Silva Brum fez-se presente e comentou sobre as críticas que o Sindicato sofre, mas fez questão de destacar que 90% de seus diretores trabalham como vigilantes, e independente de estarem dentro do sindicato, são iguais ao trabalhador, que está diariamente nos postos. O sindicato independente da direção busca direitos para o trabalhador, e a meta de Claudiomir desde que assumiu a presidência do Sindicato em 2002 é essa, trazer melhorias e benefícios para a categoria.

Apesar de o número de cancelamentos da contribuição sindical ter aumentado, o que é uma negativa para o sindicato, continuamos lutando e representando o trabalhador. O cancelamento só prejudica o trabalhador, que deixa de ter a entidade sindical como representante.

O evento teve público aproximado de 250 pessoas.

O jantar iniciou por volta das 21horas, no cardápio macarrão, maionese, saladas, e carne assada, tudo preparado pelo pessoal do CTG que não deixou a desejar, a variedade de carnes e saladas agradou a todos. Teve ainda sobremesa e um cafézinho.

Logo após foi realizado um sorteio em parceria com a EMERCOR, o contemplado foi Vitacir Bacchi, associado, que recebeu um ano de plano de saúde para ele e seus dependentes.

Após, deu-se início ao baile, que fez com que todos se animassem para a pista de dança. Não faltou incentivo, já que os seis primeiros casais que foram para a pista foram presenteados com cerveja.

Em nome do Presidente Claudiomir Brum, o Sindicato Profissional dos Vigilantes de Caxias do Sul e Região da Serra Gaúcha agradece a todos que prestigiaram o evento. Obrigado!

Convite para Jantar Dançante

SINDICATO DOS VIGILANTES DE CAXIAS DO SUL estará promovendo para os seus associados e dependentes um JANTAR DANÇANTE EM COMEMORAÇÃO AO DIA DO VIGILANTE, o qual será realizado no dia 23/06/2018, às 20 horas no CTG PAIXÃO CORTÊS (Rua Luigi Gallichio, nº 370 / em frente ao Centro Esportivo do SESI).

ASSOCIADO RETIRE O SEU CONVITE NO SINDICATO ATÉ O DIA 20/06/2018.

MAIORES INFORMAÇÕES ENTRAR EM CONTATO COM O SINDICATO: Fone: (54) 3223-2319 / 3027-2319. Rua Pinheiro Machado, 1640 – 4º Andar – Caxias do Sul – RS.

Caxias do Sul e Alto Uruguai encerram negociação com avanços e garantias

Caxias do Sul e Alto Uruguai encerram negociação com avanços e garantias

Com data-base em 01 de abril os Sindicatos dos Vigilantes de Caxias do Sul e do Alto Uruguai encerram a negociação coletiva.

Com data-base em 01 de abril e sindicato patronal que representa a região da Serra e Alto Uruguai (Sinesvino), os Sindicatos dos Vigilantes de Caxias do Sul e do Alto Uruguai encerram a negociação coletiva de trabalho com avanços e garantias para os trabalhadores lotados nos municípios de sua representação sindical.

Entre os avanços destacamos:

– Ganho real de 1,25% acima da inflação no período (1,56%) perfazendo um aumento total de 2,81% para os vigilantes e auxiliares de segurança privada;

– Aumento no vale-refeição que foi para R$ 22,00 e a garantia da diferença de R$ 8,60 para os trabalhadores que recebem alimentação no local de trabalho;

– Férias sem parcelamento;

Entre as garantias destacamos:

– Garantia do piso salarial para os vigilantes bancários;

– Garantia da Homologação das rescisões para os associados na sede do sindicato;

– Sustentação financeira da entidade, aprovada pelos trabalhadores em assembleia, durante 180 dias;

– Manutenção de cláusulas sociais de CCTs anteriores;

– A hora intervalar deverá ser no mínimo de 30 minutos, mas com a garantia do pagamento do período restante com 50%.

Este regramento aplica-se a partir de 01 de abril para os trabalhadores lotados nas seguintes regiões:

Caxias do Sul: Antônio Prado/RS, Bento Gonçalves/RS, Canela/RS, Carlos Barbosa/RS, Caxias Do Sul/RS, Farroupilha/RS, Flores Da Cunha/RS, Garibaldi/RS, Gramado/RS, Nova Petrópolis/RS, São Marcos/RS e Vacaria/RS.

Alto Uruguai: Entre Rios do Sul/RS, Erechim/RS e Getúlio Vargas/RS.

Fonte: Assessoria de Comunicação FEPSP-RS

MP que alterava reforma trabalhista perde a validade e prejuízos desabam em cima dos trabalhadores

Terminou nesta segunda-feira (23/04) o prazo de validade da Medida Provisória (MP 808) que alterava pontos amargos da reforma trabalhista, em vigor desde novembro do ano passado.

O prazo de vigência de uma medida provisória, que tem força de lei, é de 60 dias, prorrogáveis pelo mesmo período. Ela produz efeitos imediatos, mas precisa ser aprovada no Congresso Nacional. Já o Governo não fez nenhum esforço para a aprovação e, mais uma vez, quem pagará são os trabalhadores.

Na prática, o que fica valendo agora é o texto da reforma trabalhista com toda a contestação de pontos que ferem profundamente a dignidade do trabalhador.

Entre os pontos alarmantes, agora sem a Medida Provisória, está a permissão do trabalho de gestantes e lactantes em locais insalubres, o trabalho intermitente sem limites (quando o trabalhador fica a disposição da empresa, sem receber por isso, esperando ser chamado e recebendo literalmente uma esmola), a jornada 12×36 negociada individualmente, sem a necessidade de acordo com os sindicatos através das CCTs/ ACTs.

O trabalhador, que já vinha ferido, perdeu pontos valiosos para sua dignidade. É um descaso e retrocesso sem precedentes com os trabalhadores.

Todo esse retrocesso será sentido em curto prazo. O desmonte dos movimentos sociais e a tentativa de enfraquecer os sindicatos vêm claramente como manobra para legitimar as maldades constantes nesta perversa legislação criada, onde se beneficia o patronal às custas do sangue, suor e dignidade do trabalhador.

É hora dos vigilantes se juntarem ao seu Sindicato, mostrarem força e juntos, lutaremos por nossos direitos.

Fonte: Bom Dia CONTRASP

Judiciário tem se posicionado contra a Reforma no quesito contribuição sindical

O Poder Judiciário tem dado respostas positivas ao movimento sindical na questão do desconto obrigatório da contribuição sindical, que foi alterado pela Reforma Trabalhista, no contexto da Lei 13.467/17, que entrou em vigor no dia 11 de novembro de 2017.

As deliberações, até então, têm demonstrado isto e já somam mais de 42 decisões judiciais (são liminares, mandados de segurança e sentença) determinando o recolhimento das contribuições sindicais em favor dos sindicatos.

Os Ministérios do Trabalho e Público do Trabalho também emitiram 7 pareceres favoráveis a obrigação do recolhimento da taxa sindical anual em favor das entidades sindicais.

Isto vem demonstrar o reconhecimento do papel das entidades sindicais e a importância da sua sustentabilidade para garantir a luta em defesa da classe trabalhadora do país.

Fonte: Assessoria de Comunicação FEPSP-RS

Pesquisa de opinião publica

SINVICXS

A empresa Globo Sul Pesquisas, que atua no ramo de pesquisas de mercado e opinião, sendo essa a ferramenta principal utilizada para levar ao conhecimento do empresário e profissional, a imagem que o publico tem de sua Empresa. Podendo assim orientar e auxiliar na busca do sucesso apresenta o resultado do trabalho realizado nesta cidade.

Confirmamos a realização da pesquisa de opinião publica, na cidade de Caxias do Sul-RS, onde foram feitas ao todo 1.189ligações via Callcenter, e ao final foram apurados os resultados onde se elegeu as melhores empresas e serviços, sendo uma de cada segmento. Foi um trabalho coordenado e supervisionado pelo Globo Sul Pesquisas, empresa estabelecida na forma da lei, conforme consta, no seu objeto social: a realização de pesquisas, e veiculação de publicidade. Fica autorizada a divulgação deste resultado para promoção e divulgação desta empresa em todo e qualquer veiculo de comunicação social, podendo ser citado a fonte de pesquisa.

Após apuração das ligações verificamos que sua empresa obteve o primeiro lugar na pesquisa realizada, comprovando ser destaque em seu ramo de atividade, na opinião da maioria dos entrevistados.

Veja como ficaram os números no gráfico a seguir:

Metodologia Geral

Relatório de pesquisa de opinião publica realizado na cidade de Caxias do Sul-RS, nos dias 11 a 15 de Dezembro de 2017. Este trabalho é um levantamento realizado por amostragem estratificada por sexo, idade, grau de escolaridade e bairro onde mora. Foram feitas 1.189 ligações via Callcenter. Em virtudes das divisões percentuais nem sempre correspondem a resultados exatos, as somas dos índices terão por vezes diferenças de frações com numero 100.

A margem técnica de erro é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos, dentro de um intervalo de confiança de 95%, isto é se realizarmos 100 pesquisas ao mesmo tempo com a mesma metodologia, 95 (noventa e cinco) terá o mesmo resultado dentro da margem de erro de 5,5 pontos percentual.

Fonte: Globo Sul Pesquisas

www.globosulpesquisas.com.br

Federação dos Vigilantes do RS divulga Nota de Esclarecimento referente a Campanha Salarial Unificada

A Federação Profissional dos Trabalhadores em Segurança Privada do Estado do Rio Grande do Sul com todo o respeito, compromisso e responsabilidade que tem de representar esta categoria vem a público divulgar Nota de Esclarecimento com relação a matéria divulgada no site do Sindicato dos Vigilantes de Porto Alegre e Região sobre a Campanha Salarial Unificada 2018/2019.

Acesse aqui a íntegra da Nota de Esclarecimento.

Fonte: Assessoria de Comunicação FEPSP-RS

Pauta Única da CONTRASP orienta as entidades sindicais nas negociações 2018/2019

Conforme deliberado no 1º Congresso Nacional da CONTRASP, está disponível a Pauta Única para a orientação nacional das entidades sindicais nas negociações da Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019.

Em vista a atual conjuntura das negociações, a Pauta Única da CONTRASP também trabalhou estrategicamente contra as cláusulas da reforma trabalhista – combatendo retrocessos, protegendo os nossos trabalhadores e seguindo na luta por avanços. Confira: PAUTA UNICA – CONTRASP

Fonte: CONTRASP

Federação dos Vigilantes do Estado protocola a Pauta de Reivindicação Unificada para 2018

A Federação Profissional dos Trabalhadores em Segurança Privada do Estado do Rio Grande do Sul, representando todos os sindicatos constituídos do Estado protocolou na quarta-feira dia 13 a Pauta de Reivindicação Unificada 2018/2019.

No presente documento foi solicitado agendamento de reunião para o início da rodada de negociação coletiva.

Neste ano a negociação contará com a força máxima dos sindicatos, pois com a Unificação da Pauta de Reivindicação, participação e mobilização das bases de todo o Estado teremos condições de enfrentar os desafios da nova legislação trabalhista.

Mais uma vez destacamos: Direitos não podem ser suprimidos, mas sim ampliados e esse é o compromisso que assumimos com os trabalhadores do Estado.

Convocamos todos os trabalhadores do Estado do Rio Grande do Sul a participarem desta Campanha Salarial para fortalecer a luta, a resistência e a manutenção dos DIREITOS!

Acesse aqui a íntegra da Pauta de Reivindicação 2018/2019 

Claudiomir Brum
Presidente Federação dos Vigilantes do Estado

Fonte: FEPSP-RS