Números de roubo e furto a bancos sobem mais de cinco vezes em maio no Rio Grande do Sul

São cumpridos sete mandados de busca e dois de prisões temporárias nos municípios de Caxias do Sul, Nova Petrópolis, Bento Gonçalves e Eldorado do Sul.

Polícia Civil do Rio Grande do Sul realiza uma operação na manhã desta segunda-feira (21) para desarticular uma quadrilha suspeita de roubo a bancos. A ação, denominada Serras do Sudeste, apura ataque com explosivos ocorrido no mês de março, em Amaral Ferrador, na Região Sul do estado. Até as 8h, duas pessoas haviam sido presas pela polícia.

“Um deles participou diretamente do fato e o outro teria participado auxiliando os criminosos na fuga do local do crime”, explica o delegado João Paulo de Abreu, da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Conforme a polícia, estão sendo cumpridas nove ordens judiciais nos municípios de Caxias do Sul, Nova Petrópolis, Bento Gonçalves e Eldorado do Sul. São sete mandados de busca e dois de prisões temporárias, expedidos pela Justiça de Encruzilhada do Sul.

Além das prisões, foram apreendidos com os suspeitos duas pistolas, além de um carro roubado e dinheiro.

Ao todo, 68 policiais participam da operação, realizada pela 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos, do Deic, com apoio da Delegacia de Repressão ao Roubos de Cargas, além da Delegacia Regional de Caxias do Sul.

FONTE: G1/RBTS

Polícia realiza operação contra quadrilha de roubo a bancos no RS

São cumpridos sete mandados de busca e dois de prisões temporárias nos municípios de Caxias do Sul, Nova Petrópolis, Bento Gonçalves e Eldorado do Sul.

Polícia Civil do Rio Grande do Sul realiza uma operação na manhã desta segunda-feira (21) para desarticular uma quadrilha suspeita de roubo a bancos. A ação, denominada Serras do Sudeste, apura ataque com explosivos ocorrido no mês de março, em Amaral Ferrador, na Região Sul do estado. Até as 8h, duas pessoas haviam sido presas pela polícia.

“Um deles participou diretamente do fato e o outro teria participado auxiliando os criminosos na fuga do local do crime”, explica o delegado João Paulo de Abreu, da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Conforme a polícia, estão sendo cumpridas nove ordens judiciais nos municípios de Caxias do Sul, Nova Petrópolis, Bento Gonçalves e Eldorado do Sul. São sete mandados de busca e dois de prisões temporárias, expedidos pela Justiça de Encruzilhada do Sul.

Além das prisões, foram apreendidos com os suspeitos duas pistolas, além de um carro roubado e dinheiro.

Ao todo, 68 policiais participam da operação, realizada pela 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos, do Deic, com apoio da Delegacia de Repressão ao Roubos de Cargas, além da Delegacia Regional de Caxias do Sul.

FONTE: G1/RBTS

Agência bancária é assaltada no Centro de Pelotas

Criminosos renderam os seguranças, levaram dinheiro dos clientes e fugiram. Ninguém ficou ferido na ação.

Uma agência bancária foi assaltada na tarde desta segunda-feira (14), no Centro de Pelotas, na Região Sul do Rio Grande do Sul. De acordo com a polícia, três homens armados entraram no local por volta 13h, renderam os seguranças, levaram o dinheiro dos clientes e fugiram do local. Ninguém ficou ferido na ação.

Conforme o delegado da Polícia Civil, Rafael Lopes, esse tipo de crime não é comum na região. As autoridades analisam câmeras de segurança para tentar identificar suspeitos.

A polícia pede a quem tiver qualquer informação que possa ajudar na identificação dos suspeitos, para entrar em contato pelo telefone (53) 3310-8620 para fazer uma denúncia.

Fonte: G1/RBSTV

Agências bancárias são arrombadas com explosivos em Formigueiro durante a madrugada

De acordo com o relato de testemunhas, foram ouvidas cerca de sete explosões.

Duas agências bancárias foram arrombadas com explosivos na madrugada desta sexta-feira (11) na cidade de Formigueiro, na Região Central do Rio Grande do Sul.

De acordo com a Brigada Militar, moradores ouviram as explosões e acionaram a polícia por volta das 2h.

Conforme a Polícia Civil, cinco homens teriam participado da ação, e rendido os seguranças do Banrisul e de um posto de combustíveis que fica próximo das agências. Os dois foram liberados sem ferimentos.

Os criminosos teriam usado explosivos para acessar os caixas eletrônicos de agências do Banrisul e do Banco do Brasil.

A agência do Banrisul ficou praticamente destruída. Moradores relataram ter ouvido ao menos sete explosões.

Os criminosos teriam fugido em dois veículos, e a polícia faz buscas na região.

Fonte: G1/RBSTV

Criminosos tentam arrombar posto bancário e atiram contra seguranças em Xangri-Lá

Ninguém ficou ferido na ação. Grupo de assaltantes fugiu em direção a Capão da Canoa, e depois rumaram para a serra gaúcha.

Quatro assaltantes tentaram arrombar um posto bancário do Bradesco, em Xangri-Lá, praia do Litoral Norte do Rio Grande do Sul. A ação foi flagrada por uma empresa de segurança particular, que se aproximou do local no momento da tentativa. Os criminosos, porém, chegaram a danificar um dos caixas eletrônicos, na Avenida Paraguassu.

O grupo fugiu com a aproximação dos seguranças, e atirou contra os carros da empresa, sem atingí-los. Ninguém ficou ferido. Os assaltantes fugiram em direção a Capão da Canoa, e depois foram para a Serra, de acordo com a delegacia de Xangri-Lá. Segundo informações repassadas aos policiais, eles usaram um Logan branco na ação.

No posto bancário, os criminosos deixaram uma mola de caminhão, normalmente usada para levantar o caixa eletrônico, um maçarico, explosivos e miguelitos. O crime é investigado pela Delegacia de Xangri-Lá.

Agência bancária é assaltada em São Valentim do Sul

Criminosos chegaram ao estabelecimento por volta das 13h15, segundo a Brigada Militar. Reféns foram levados, e ninguém foi preso.

Uma agência bancária do Banrisul de São Valentim do Sul, na Serra do Rio Grande do Sul, foi alvo de assaltantes na tarde desta segunda-feira (7). Conforme a Brigada Militar da cidade de Encantado, que fica a pouco mais de 30 km de distância, cerca de quatro criminosos chegaram ao estabelecimento por volta das 13h15, fizeram reféns e fugiram.

Buscas são realizadas na região com ajuda de policiais de municípios próximos, além de um helicóptero da BM. Ainda de acordo com a Brigada Militar, PMs de folga também se juntaram à operação.

A cidade de São Valentim do Sul tem cerca de 2 mil habitantes. A BM não tem notícias sobre feridos, mas diz que reféns foram levados pelos assaltantes na fuga. Eles já teriam sido liberados.

Os criminosos estavam armados e fugiram em pelo menos um carro, um Corolla branco.

Fonte: G1/RBSTV

Criminosos invadem duas agências bancárias com uso de explosivos em Colinas

Município localizado no Vale do Taquari não tinha policiais militares no momento do ataque. Bandidos fugiram e ninguém ficou ferido na ocorrência.

Criminosos usaram explosivos para atacar duas agências bancárias na madrugada desta terça-feira (1) em Colinas, no Vale do Taquari, distante cerca de 130 quilômetros de Porto Alegre. Os bandidos fugiram e ninguém ficou ferido na ocorrência.

De acordo com a polícia, agências do Sicredi e do Banrisul foram os alvos da ação. Os explosivos destruíram caixas eletrônicos nas salas de autoatendimento dos dois bancos. Apesar das explosões, os assaltantes não conseguiram realizar o roubo. A Brigada Militar acredita que se os integrantes do grupo tenham pouca experiência nesse tipo de ação. Ao menos cinco pessoas participaram do ataque, disse a Brigada.

Os ladrões fugiram em um carro em direção à zona rural do pequeno município, de pouco mais de 2 mil habitantes. As autoridades fazem buscas pela região.

Conforme a Brigada Militar, o município não contava com policiais militares no momento do ataque. Para esta madrugada, o efetivo de Estrela, a 20 quilômetros de distância, estava responsável pelo município. Contudo, quando os primeiros PMs chegaram à cidade, os criminosos já tinham fugido.

Um dos moradores, que não quis se identificar, contou como acompanhou a ação dos assaltantes. “Deu um estouro. Aí deu mais um estouro e eles começaram uma gritaria, um xingando o outro que era pra ‘botar mais reforçado’. Até que terminou tudo era às 2h”, relatou. Outra moradora resume os momentos de medo. “Nossa foi terrível. Eu nunca tinha presenciado isso, foi terrível”, concluiu.

FONTE: G1/RBSTV

Arrombamento de caixa eletrônico com explosivos causa incêndio na Serra

De acordo com a polícia, por causa do incêndio, criminosos não conseguiram levar o dinheiro do equipamento.

Um caixa eletrônico foi atacado na madrugada desta segunda-feira (23) no município de Vale Real, na Serra.

Criminosos explodiram o caixa eletrônico do banco Banrisul, que fica dentro de um posto de combustíveis no começo da madrugada.

Ao todo, foram realizadas três explosões, que provocaram um incêndio no local. As chamas, no entanto, posteriormente foram controladas pelo Corpo de Bombeiros das cidades de Bom Princípio e Feliz.

De acordo com a polícia, ao menos três criminosos participaram do ataque. Por causa do incêndio, o grupo não conseguiu retirar o dinheiro do caixa eletrônico.

Fonte: G1/RBSTV

Participantes de rally encontram carro que teria sido usado em assalto a banco em Tapes

Brigada Militar localizou munição, estojos de bala e placas à prova de balas no interior do veículo. Polícia Civil investiga o caso.

Participantes do Campeonato Gaúcho de Rally encontraram na noite de sábado (14) um carro abandonado durante uma prova, em Tapes, no Sul do estado, que a Brigada Militar acredita se tratar de veículo usado no ataque ao Banrisul do município, na última terça-feira (10).

O automóvel, um Kia Sportage, estava em uma área de plantação, na localidade de Camélias. No interior, policiais chamados ao local encontraram munições de calibres pesados, duas placas balísticas (usadas dentro de coletes à prova de balas), carregadores de pistolas, além de ferramentas. O tenente Luis Verissimo da Rosa, comandante do Batalhão de Tapes da Brigada Militar, explica que o calibre da munição encontrada coincide com o utilizado por quadrilhas que roubam bancos.

O comandante chama atenção ainda para duas chaves de fenda de tamanho grande, cerca de 1,6 metro cada uma, normalmente empregadas no arrombamento de caixas eletrônicos. “É bem parecido com o carro das imagens do dia do arrombamento”, diz o comandante.

Verissimo ainda explica que recentemente dois suspeitos de participar ao ataque a banco em outra cidade da região, Mariana Pimentel, foram presos. “Vai ser possível comparar as digitais encontradas no carro com a dos suspeitos”, sinaliza o comandante.

As placas do carro encontrado são clonadas. O automóvel foi encaminhado à perícia e ficará à disposição da Polícia Civil de Camaquã, que investiga o crime.

Como foi o ataque

A agência do Banrisul foi atacada na madrugada de terça-feira. De acordo com a Brigada Militar, os criminosos fugiram em um carro de cor escura após a ação. Parte do banco ficou danificada por explosivos empregados na ação.

Duas pessoas foram levadas como reféns, um morador que caminhava na rua e um vigilante da cidade. Eles foram obrigados a tirarem a camisa e ficar no meio da rua para impedir a aproximação da polícia. Depois, foram colocados no porta-malas de um dos carros usados na ação.

Os reféns foram liberados em seguida, sem ferimentos. Na fuga, houve confronto dos suspeitos com a Brigada Militar. O policial não se feriu, e não se sabe se algum criminoso foi atingido.

Conforme a BM, os assaltantes conseguiram chegar ao cofre da agência. No momento do ataque, dois PMs trabalhavam na cidade.

Fonte: G1/RBSTV

Mês de abril já registra dois ataques a bancos no RS

Dois ataques a agências bancárias foram registrados neste mês de abril até esta terça-feira, 10/04/2018. O mais recente ocorreu na madrugada deste dia 10, em Tapes, Zona Sul do estado, por volta das 2h da madrugada, quando moradores ligaram para o número 190 Brigada Militar, relatando movimentação estranha dentro da agência local do Banrisul.

Armas longas

Os assaltantes portavam armas longas e fizeram dois vigias de reféns. Conseguiram explodir a sala do cofre mas não há informações se conseguiram acessar o dinheiro.

Terminaram fugindo antes da chegada da polícia, que se deslocou do município próximo de Camaquã. A quadrilha soltou os reféns em uma estrada vicinal e escapou.

Sicredi de Mariana Pimentel

Já a agência do Sicredi de Mariana Pimentel, também na Zona Sul, foi atacada durante o dia, no início da tarde da última sexta-feira, 06/04, com muitos clientes dentro do banco. Cinco homens armados e usando máscaras, renderam usuários e funcionários, exigiram o dinheiro dos caixas e fugiram em um veículo Nissan Kiks, em direção a BR 116.

Fonte: Imprensa SindBancários, com informações da Rádio Guaíba